#judesenha Minas Lindas


 

Lembra que comentei um tempo atrás sobre meus “rabiscos”?

Pois é. Sem querer, recentemente, comecei um novo projetinho: desenhar mulheres de verdade. As que são mamães, com seus filhos. As que não são, com algo marcante sobre sua vida.

E já estou expandindo a idéia para casais, famílias, vixe, as possibilidades são inúmeras e estou amando loucamente fazer.

E, como tudo que faço divido aqui, vou mostrar minhas minas lindas, claro.

Tem a Georgia, mamãe de dois pequenos…

minas lindas georgia

(mais…)

 
 
 
 

Tô aqui e tamo junto


 

juliana ali

Oi gente linda do meu coração. Sei que muitos de vocês notaram que faz bastante tempo que não posto. Não, eu não sumi do mapa. Existo e estou aqui. Mas quero contar o que anda acontecendo.

Na verdade, tenho me envolvido demais com o meu trabalho de customização. A coisa cresceu, apareceu e está muito legal. Tenho trabalhado pra caramba, e ando muito feliz com os rumos que essa arte tomou! O tempo está curtíssimo, e com isso tenho postado muito mais nas minhas redes sociais, porque é mais rápido e mais fácil. No instagram (@julianaali) e no facebook (na minha página PESSOAL, porque deletei a fan page, achei que não era mais necessária já que todo mundo pode me seguir na Juliana Ali mesmo) vocês podem me ver diariamente. Nesses lugares tenho mostrado minha cara, minhas opiniões, minha vida. Me encontrem lá! Vou amar! E conversem bastante comigo, porque sabem que eu amo. <3

Maaas… Isso não significa que não postarei mais aqui! O blog vai continuar sim. Só que vou postar com menos freqüência. Inclusive vou voltar a postar meus looks, que vocês tem me pedido tanto. Aguardem que logo eles vêm por aqui, prometo.

E tamo junto, sempre. beijo com muito amor!

hermes customizada juliana ali follow your heart

 
 
 
 

Uns desenhinhos


 

bom dia

Hoje vim mostrar uma novidade pessoal – estranha essa frase, até parece que tem algo nesse blog que não é pessoal, mas enfim, bora lá.

Já faz um tempo que resolvi postar nas minhas redes sociais (facebook e insta), algumas das minhas ilustrações. Mas sei que tem alguns de vocês que frequentam J&M que nem sempre vão estar comigo nesses lugares, então resolvi fazer uma coletânea a apresentar formalmente meus desenhinhos aqui também. <3

Falo, ou melhor, desenho, sobre muitas coisas, assim como escrevo, aliás.

(mais…)

 
 
 
 

Volta às aulas com dica boa


 

tag lab etiquetas 2

As aulas já estão para começar, então vou dividir uma boa info com as mamães que estão preparando material para a criançada – como eu. Acabei agora de organizar tudo do Teodoro, ufa! E sabe o que foi mais legal? As etiquetas com nome (para caderno, escova de dente, tesoura, roupa, tênis, etc.) que mandei fazer este ano.

tag lab etiquetas 1

Todo ano encomendo essas etiquetas, porque quem tem filho ainda pequeno precisa mandar tudo bem identificado, até por uma exigência da própria escola. Mas, agora, achei um lugar que faz as mais bonitas – e variadas! – que já vi: a TagLab. O bom, também, é que você já escolhe e compra tudo online. Eu, que vocês sabem muito bem que sou preguiçosa e adooorooo a opção de compras pela Internet, fiquei feliz, claro!

tag lab etiquetas 3

No site da Tag Lab você escolhe formato, tamanho, desenho, cor, letra… E tem etiqueta pra tudo o que você imaginar, inclusive para copinhos, garrafinhas, essas coisas que vão na lancheira. E estas são plastificadas, para não sair nem desgastar conforme o uso.

E sabe o que tem também, que adorei? Etiquetas para colar nos presentes dos amigos quando tiver festinha:

tag lab etiquetas 4

Olha que amor que ficaram as do Teo!!!! <3

Pra fechar, uma dica para as novas mamães: Vocês conhecem essas etiquetas que marcam os meses do bebê, pra gente acompanhar o crescimento? São super divertidas, e comprei algumas para a Carmen na Tag Lab também.

tag lab etiquetas 5 bebe

Se você curtiu e quer conhecer a TagLab, clica aqui.  

 
 
 
 

Paz, amor & civilidade em 2015


 

ju na piscina

Virou o ano e, além de buscar o que há de mais importante nessa vida (paz & amor, claro, por mais cliché que seja), é momento de pensar um pouco sobre a nossa vida. Não adianta, até sem querer a gente pensa. Então achei que agora é um bom momento para lembrar que CIVILIDADE é algo fundamental para a gente ter uma vida melhor, e a gente pensa pouco sobre isso…

A minha reflexão séria sobre o assunto começou quando vi esse post no instagram do meu amigo – de longuíssima data – Michel (@michelfr):

civilidade

Fiquei maravilhada com a atitude do Michel (ele é o da esquerda, by the way). Aí ele me explicou que isso é parte de um “projeto” dele de incentivar atitudes simples relacionadas ao nosso dia a dia, atitudes que fazem, na real, MUITA DIFERENÇA. Ele tem um grupo no Facebook, chamado “Um convite à civilidade”, onde a cada semana “convida” a galera para tomar uma atitude bacana em prol da cidade, da educação, da cidadania, da gentileza

Além disso, ele compartilha várias infos e notícias sobre o tema. Indico para todos vocês, ou melhor, faço um CONVITE a todos, para que, em 2015, a gente possa ter uma vida mais cheia de… Bom, no fim das contas, é cheia de paz e de amor mesmo! Porque ser gentil com nosso ambiente e com as pessoas gera justamente isso.

CLICA AQUI PARA CONHECER A PÁGINA DO MICHEL, UM CONVITE À CIVILIDADE. 

um convite a civilidade

FELIZ ANO NOVO, DARLINGS!

 
 
 
 

Então é Natal…


 

bolinha de glitter

Quando eu era criança, amava loucamente o Natal. Depois, adulta, comecei a não gostar mais. Me dava uma tristeza, uma melancolia, e eu ficava torcendo pra tudo isso passar logo. Hoje, com filhos, voltei a gostar, por causa deles. Porque eles me lembram a alegria que o Natal me trazia quando eu era criança. Sei como é estar no lugar deles, e imaginar o que as crianças sentem no Natal me deixa feliz.

arvore de natal

Tirei algumas fotos durante a ceia da minha família (e algumas outras antes, aqui em casa, e algumas outras depois, hoje mesmo, dia 25, enfim).

Vou dividir meu Natal com vocês.

Teve até Papai Noel

papai noel

…aka meu cunhado ahhahahah!

Teve surpresa deliciosa do Fe, que nem esperou chegar a noite, acordei de manhã no dia 24 e

presente do fe

…Uma caixinha da Tiffany estava embaixo da árvore. Dentro dela?

anel

Esse anel maravilhoso. Fe é demais, meu amor lindo! <3

Teve a fruta mais bonita e mais gostosa do mundo…

cerejas

… E deixa pra lá as outras comidas ahahahaha (comi até me acabar, mas hoje não precisa de culpa).

Teve também a sapatilha nova que mamãe me deu

sapatilha chanel

…E a netinha nova que dei pra ela:

vo e neta

E, hoje, eu e Fe fechamos as comemorações com um delicioso Limoncello (só um pouquinho, só no Natal, eu posso!):

limoncello

Torço para que seu Natal tenha sido tão cheio de amor quanto o meu.

Feliz Natal, amores, da minha família…

familia

…Para a sua.

 
 
 
 

Espaço Liza: Receitas deliciosas!


 

Fui convidada a conhecer o site Espaço Liza e adorei as receitas! Ainda mais agora, que estou focada em perder os quilinhos extras que ganhei durante a gravidez, tenho feito altas comidinhas gostosas e saudáveis aqui em casa… Recomendo o Espaço Liza pra quem também curte fazer uns pratos especiais (aprovadíssimo!) e ainda mostrar o que mais curti (pelo menos hoje, eheheehe, ainda vou testar vários!):

receita espaguete de quinua espaco liza

Nham nham! Feito, experimentado e super curtido! <3

tarja publi ok

 
 
 
 

quartos de hotel que valem a viagem


 

travesseiro

Eu adoro hotéis. Adoro. O Fe, meu marido, vê o hotel como um lugar que você vai pra dormir quando está viajando. É apenas pra ficar o mínimo possível, porque o objetivo mesmo é curtir a cidade que foi conhecer / rever. Sei que muita gente pensa como ele. Mas, pra mim, o hotel é parte fundamental da viagem. Se não for para ficar em um hotel ótimo, nem vou. Estraga a viagem toda. Acho que também deve ter gente que pensa como eu

Não é que quero ficar enfurnada em um quarto a viagem toda, veja bem! Como o Fe, também quero conhecer bem a cidade para a qual fui. Mas quero, depois de um dia de passeios, voltar para um local delícia, que me mime. Quero café da manhã na cama (sim, sei que se eu descer apenas alguns andares até o restaurante o café vai ser de graça, mas eu quero pagar, vale a pena). Quero massagem. Quero camona macia cheia de cobertores. Quero banheiro lindo.

Me chame de fresca (o Fe sempre chama), mas quem acompanha J&M já me viu falar mil vezes que considero o conforto o maior luxo da vida, e por ele topo pagar sempre, é um dinheiro bem gasto. Fora que sou fã de hotéis, quero conhecer os novos mesmo, adoro aquele cheirinho de limpo, hotel pra mim é um passeio também, como os outros da viagem, faz parte do itinerário.

Já fiz alguns posts sobre hotéis antes – e estou fazendo outro hoje justamente porque a Rosana, uma das leitoras mais fiéis do blog, disse que estava com saudade de ler sobre hotéis aqui.

Mas enfim, já estou divagando muito. Esse post é, na verdade, sobre QUARTOS DE HOTEL QUE EU ADORARIA CONHECER. Alguns são lindos, alguns são malucos, alguns são lindos e malucos.

Vem ver que viagem (desculpa o trocadilho):

1. Chocolate Room por Karl Lagerfeld, La Reserve Hotel – Paris, França

chocolate room la reserve hotel paris1

O Karl decorou esse quarto pessoalmente, com o patrocínio do Magnum, o sorvete, sabe? A decoração é toda inspirada nos tons e formas do chocolate. Agora, você tá vendo esse cara em cima da cama?

chocolate room la reserve hotel paris3

É, esse aí. Ele é todo feito de chocolate, comestível. É pra você comer o caraaaaa!!! Sério, Karl pira, mas a gente já sabe disso. Será que dá pra “matar” o mano até o fim da viagem? ehehehhehehehe

chocolate room la reserve hotel paris2

Craaaaazy!

2. Kaskslauttanen Igloo Village – Lapland, Finlândia

glass igloo kakslauttanen igloo village lapland finland1

Em pleno inverno (e em terras de aurora boreal, imaginem), você fica em um quarto que é um iglu de vidro. Vista de 360 graus no meio da neve. Vendo amanhecer deitado na cama, no quentinho. Deve ser sensacional!

glass igloo kakslauttanen igloo village lapland finland2

Esses são os quartos do hotel, os igluzinhos. Ah, eu quero dormir aí.

glass igloo kakslauttanen igloo village lapland finland3

3. The Gilded Lounge Suite, La Maison Champs Elysees – Paris, França

maison martin margiela the gilded lounge suite la maison des Champs Elysees3

Quem decorou esse quarto foi Martin Margiela (designer que amo!). Olha que lindo o mix de estilos, o antigo se encontrando com o novo, tudo em harmonia…

maison martin margiela the gilded lounge suite la maison des Champs Elysees1

maison martin margiela the gilded lounge suite la maison des Champs Elysees2

É luxo, glamour e poder, mas ao mesmo tempo tem algo tão clean, tão limpo… Acho que é todo esse branco. Adorei.

4. Poseidon Undersea Resort – Ilha particular, Fiji

poseidon undersea resort fiji2

O hotel é todo embaixo da água! Você dorme “dentro” do mar! Que doideiraaaaa!

poseidon undersea resort fiji3

Talvez seja um pouco claustrofóbico, não sei, me dá um certo medo, mas a curiosidade é maior. Imagina o que você deve ver de animais marítimos em Fiji?? Dormindo com os tubarões define…

poseidon undersea resort fiji1

5. The James Bond Suite, Hotel Seven – Paris, França

the james bond suite at hotel seven paris2

Very 60s! Visualizo Sean Connery belíssimo com uma bond girl nessa cama.

the james bond suite at hotel seven paris3

Taráaaa! E olha ele aí.

the james bond suite at hotel seven paris1

Meu nome é cool, super cool.

6. Hotel de Glace – Québec, Canada

Agora chegamos ao meu PREFERIDO.

hotel de glace quebec canada1

Cara, imagina. Eles constroem esse hotel todo ano, no inverno, lá no frio mais frio desse mundo, e todo verão o hotel derrete. É todo, TODO, feito de gelo e neve. Parede, chão, teto, móveis, tudo. Até os copos que você bebe são de gelo. Pode me chamar de maluca, mas tenho um sonho de ir para esse lugar, e ainda vou, prometo. Olha os quartos

hotel de glace quebec canada2

hotel de glace quebec canada3

Peraí, esse merece mais umas fotos.

hotel de glace quebec canada4

hotel de glace quebec canada5

Dormir a -5 graus, quem não quer? Brinks, sei que vocês devem achar que só pode ser um desconforto total, e bem eu, falando que amo conforto, quero ficar aí. Vai entender, mas eu quero.

Em qual destes você gostaria de se hospedar?

* VEM VER OUTROS POSTS QUE JÁ FIZ SOBRE HOTÉIS!

> Quartos de hotel decorados por estilistas

> Melhores vistas de hotéis

> Minha experiência no Hotel Trafalgar, em Londres

 
 
 
 

completamente… grávida


 

Porque, né, esse negócio de “ligeiramente” é para os fracos.

PÁ!!!!!

ju gravida 2

Já que ontem foi dia das mães… Resolvi pegar carona nas comemorações e dar essa notícia a vocês. Mentira, eu tava louca pra contar há séculos (exageradaaaa), mas só agora completei 3 meses e não queria abrir mão da superstição.

Tchananan…ESTOU GRÁVIDA!!!

Ufaaaa! Não aguentava mais esperar para contaaar!!!! Pois é, darlings, vou ter meu segundo filho. Estou muito, muito feliz!!! E vocês não acreditam… Aposto que vão achar que tô fazendo graça, mas engravidei naquele dia em que o Fernando me deu a aliança. Lembra? Clica aqui para lembrar! Sem brincadeira, se eu soubesse que ganhar aliança fazia isso… Se vocês não estão a fim de ter nenê e ganharam uma, devolve já!!!! ahahahaha

ju gravida 3

Reparou que já dá pra ver uma barriguinha de leve? Pois é, bem que me avisaram que a barriga do segundo aparece mais rápido ehehehe…

Bom, esse email é pra avisar que não sou uma grávida comum, e já digo de antemão porque, afinal, vocês vão acompanhar toda essa gravidez comigo, certo? Digo isso porque me lembro que quando eu estava grávida do Teodoro (já tem 5 anos, o meu amor), ninguém me falava nada DE VERDADE.

Ninguém me avisou que quando o bebê nasce a gente se olha no espelho e vê uma barriga que parece ainda de 6 meses. Ninguém me avisou que a gravidez é um período de pura ansiedade e que nem sempre é gostoso – eu tive muito enjôo (na primeira e nessa! adivinha porque não fui para o Fashion Rio nessa temporada?), me senti muito feia durante toda a gravidez do Teo, sofri igual doida para não engordar, engordei montes do mesmo jeito e depois sofri para perder o peso.

Mas sabe o que ninguém me avisou também? Que tudo isso PASSA. A gente fica linda de novo, emagrece, perde a barriga, ganha um nenê sensacional e a vida fica mil vezes mais gostosa. Pois é, eu falo DE VERDADE. Até porque, é essa verdade toda que faz o processo ser tão incrível, tão enriquecedor, tão amadurecedor (se é que isso é uma palavra) e tão perfeito. Perfeito sim, perfeito com todos os problemas.

Então, começo minha segunda gravidez dizendo: é duro, mas recomendo? Recomendo MIL VEZES. Tanto que já estou aqui, na segunda.

Me faz companhia até o nenê nascer?

ju gravida 4

 
 
 
 

um momento de felicidade


 

thanks mom

Quando eu tinha 14 anos, minha mãe escreveu o texto abaixo para a Revista NOVA. Na época, ela era diretora de redação da revista, que ela mesma lançou no Brasil, aliás (orgulho). Esse texto, chamado “Um Momento de Felicidade”, acabou virando parte de um livro de mesmo nome, uma coleção de crônicas inspiradoras escritas por mamãe.

Hoje, DIA DAS MÃES, vou dividir com vocês o que, pra mim, é a coisa mais bonita que ela já escreveu (e olha que ela já escreveu muita coisa ehehheeh). E define bem o que é ser mãe. Eu, que sou mãe também agora, mãe do Teodoro lindo do meu coração, consigo entender mais do que nunca as palavras que você vai ler abaixo. E acho que todas as outras mães do mundo também…

UM MOMENTO DE FELICIDADE – FATIMA ALI

O sol saiu depois de muitos dias de chuva. A luz entra pelas grandes janelas do escritório, que dá para um pequeno jardim. É domingo. No rádio, um quarteto de Mozart. Minhas filhas, Juliana, de catorze anos, e Mariana, de onze, estão afundadas em um sofá, folheando pastas que acabaram de descobrir nos meus arquivos: cartas, bilhetes e desenhos de Juliana para mamãe, de Mariana para Juliana, de Juliana para Miguel, o irmão de quatro anos.

Elas se deliciam com os traços ingênuos, com as palavras e imagens carinhosas, os versinhos, as declarações de amor, a carta pedindo desculpas, as lembranças dos amigos da escola, a minha saudade de quando viajei a trabalho.

Há um sossego, uma paciência, um aconchego, desses que normalmente só existem nos desejos da gente. Permaneço de pé, parada, lambendo, sorvendo, respirando esse intervalo de bem-estar que a vida está me proporcionando. Minhas tristezas foram para longe, a alma ficou leve. “Que legal que você guardou isso, mãe”.

Tudo, guardei tudo: roupas de bebê, brinquedos favoritos, o sapatinho branco, a fantasia de odalisca, os dentes que caíram, a pulseira de identificação no berçário, a de bolinhas de ouro, todas as receitas do pediatra, por ordem de data. Esses tesouros guardados atestam meu deslumbramento com os filhos, o tempo que passou, as angústias que vivi, os gritos que sufoquei, a dor quem e enrijeceu.

Não foi fácil para mim ter e criar os filhos. Desesperei-me com o choro quase ininterrupto dos primeiros meses de vida de Juliana. Eu, tão acostumada a enfrentar situações complexas, perdi o chão: atormentei o pediatra, infernizei a vida de babás, enchi a paciência das professoras do maternal. Sofri angústias indescritíveis: ao ver sangue jorrando da cabeça do Miguel, ferido por uma pancada na quina do armário da copa; ao procurar feito louca a Mariana perdida na praia; ao ouvir o médico declarar que Juliana tinha um sopro no coração; ao envolver Mariana com toalhas molhadas para debelar uma febre de 40 graus, que durou uma noite inteira em um verão no Guarujá; nas vezes em que me atrasei no trabalho e as encontrei chorando na porta da escola.

E a culpa? De trabalhar, de sair de casa com uma criança implorando para ir junto, de ter perdido a paciência, de não ter precisado dar aquele tapa, de não ter acreditado que a dor era de verdade, de ter esquecido de comprar o presente de aniversário do amigo, de ter-me separado do pai. E, mais grave, buscando a perfeição, posso ter transmitido a errada noção d eque mães e pessoas devem ser perfeitas.

Havia ainda quem dissesse que eu superprotegia as crianças, que elas iam tornar-se inseguras, dependentes e coisas do gênero. As meninas estão grandes. Felizmente, não parecem inseguras nem dependentes.

O prazer desta visão, nesta manhã de domingo, me basta. Inunda-me de alegria a idéia de que nem tudo se perde na confusão da vida e que este imperecível momento de ternura é o prêmio do meu amor.

juliana ali fatima ali

Deu tudo certo, mamãe. E eu te amo.