Sei que prometi mais looks dos Nômades Digitais e estou preparando um post especial mostrando o que a turma do Remote Year leva na mala… Mas antes quero contar de Istambul.

istambul 1

Passei mais de um mês na famosa cidade da Turquia e pude ver mais que os pontos turísticos. Inclusive, lá tem um bairro chamado Moda!

Em Moda (também conhecido como Kadiköy) há muitas lojas de moda com preços mais acessíveis, e também vale a visita por ficar do lado asiático. Istambul se divide entre Europa e Ásia, basta atravessar por ponte ou barco para transitar entre os dois continentes. Mais fácil que encarar o trânsito do lado europeu. Mesmo assim, me joguei na pesquisa pelas regiões de Nişantaşı (onde ficam as lojas de luxo), Beşıtaş (o bairro universitário, lotado de estudantes descolados), Karaköy (novo hype da cidade), Bebek, Ortaköy, Cihangir, Beyoğlu… Detalhe: para entrar em alguns shoppings tive que passar por detectores como de aeroporto.

E ainda tem o estranhamento com o dress code local. Istambul é cosmopolita e lá circulam pessoas de todos os estilos, mas não dá pra esquecer que o país é muçulmano. Isso significa que os homens em geral são mais “folgados” com as turistas e que muitas mulheres locais precisam cobrir todo o corpo e esconder os cabelos num hijab – nome dado à essa combinação de faixa e lenço – não importa se estiver fazendo 30 graus à sombra.

minas em istambul

casal em istambul

Algumas ainda usam um pompom para fazer volume, à la Amy Whinehouse #sóquenão:

pompom sob o hijab

pompom istambul grifes

Conversei com várias meninas, pra entender como é essa coisa na cabeça delas (nesse caso, não literalmente).  Mas só uma topou gravar entrevista e ela se diz confortável com essa obrigação:

As outras fazem o que podem para brincar um pouquinho com a moda: capricham nos acessórios e na make

produzida na turquia

Quando estão em casa, só entre mulheres, se livram dos casacos e soltam os cabelos – muito bem tratados, por sinal.

Elas adoram se cuidar e frequentam os Hammans, casas de banho turco, semanalmente. Experimentei esse ritual e é uma delícia, com direito a vapor, esfoliação e uma espuma cremosa no enxágue. Adorei a toalha que elas usam lá, de um tecido fininho, parece uma canga:

toalha banho turco

Queria comprar uma, e também o roupão. E to-dos os óleos, cremes, sabonetes que vi nos bazares:

sabonete banho turco 1

sabonete banho turco

Mas… e o excesso de bagagem?

Relaxei o corpo, mas ainda fico tensa ao ver tantas limitações por conta da religião. Não deixo de respeitar as pessoas que precisam usar os hijabs, burcas e afins, mas desejo do fundo do coração que isso mude.

burca em istambul

Por isso adorei a atitude de uma jovem empresária turca ao lançar uma marca de fitness, procurando inspirar mais mulheres a viverem com liberdade de estilo:

Conheça outras turcas de atitude no meu canal do You Tube, Pratserie:

Renan Tavukçuoğlu revela os segredos do marketing boca-a-boca:

Gozde Otman faz da fotografia uma experiência divertida:

Sila Nur Izik, minha colega turca do Remote Year, é fera na Caféomancia:

Beijos e até o próximo post!

fe prats e a motoca

rodape ok fe prats