Essa temporada de desfiles carioca foi mais reduzida, mas não menos impactante.

A moda apresentada no Fashion Rio tem um DNA carioca com uma linguagem global. Prova de que o Brasil começa a criar sua identidade diante do cenário mundial. Por isso, resolvi selecionar alguns looks masculinos que podem inspirar você, inclusive aproveitando o que você tem no guarda roupa.

Vamos lá!

Alexandre Herchcovitch

O estilista Alexandre Herchcovitch apresenta sua marca de jeans, a Herchcovitch, no Fashion Rio. Os rapazes continuam transitando na zona esportiva. Óculos de esqui na neve davam um styling invernal à coleção, que usou e abusou do jeans misturado com tecidos tecnológicos. O jacquard trouxe um toque lúdico ao visual. Destaque para as bolsas que já devem invadir as ruas do mundo!

Auslander - Fashion RIo Inverno 2014

Os homens que usam Ausländer gostam e abusam da tendência esportiva, inclusive com conjuntos de jaquetas e boas bermudas. A cartela do desfile foi sóbria: preto, branco e bege. Para quebrar, uma estampa divertida com pitadas de verde. Nessa temporada, muitas marcas apresentaram roupas que sairão das passarelas direto para as ruas, como foi o caso aqui da Ausländer.

Coca-Cola - Fashion RIo Inverno 2013

A Coca-Cola Clothing mostrou que seu forte é mesmo o denim. Sem fugir da sua linha de roupas, as peças tinham os dois CC como uma referência aos agasalhos esportivos e às vezes um mix de lavagens de jeans na mesma peça. Ousado e divertido!

TNG - Fashion RIo Inverno 2013

Homens com estampa de bicho – inclusive já vistas no cangaceiro proposto por Alexandre Herchcovitch foi uma proposta bem ousada para o estilo da TNG. Claro que as camisetas, ternos e calças também estavam na passarela, mas a estampa de bicho roubou a cena na moda proposta para os homens.

Victor Dzenk - Fashion RIo Inverno 2013

A apresentação de Victor Dzenk no Fashion Rio trouxe o mesmo enredo de sua coleção já apresentada no Minas Trend, em Belo Horizonte. Um mergulho impactante na cultura árabe e na atmosfera mediterrânea, seus costumes, arquitetura.. E, claro, a marca mais importante dessa cultura: a religião. O árabe é dono de uma estética bem rica que inspira os bordados e os detalhes da coleção. O mais legal é que tudo isso se mistura a um estilo esportivo que promete andar com muita naturalidade pelas ruas mais. E mais ainda, o estilista explorou peças clássicas, mas com toque de contemporaneidade, como foi o caso do blazer.

E vocês, o que acharam? Até semana que vem!

Beijo, Fabio.

rodape fabio paiva