Você já reparou como a roupa que você escolhe de manhã tem tudo a ver com o jeito que você está se sentindo naquele dia? Acordou bem humorada, não consegue usar preto. Acordou se sentindo gorda, só consegue usar preto. E assim funciona com tudo…

Eu, por exemplo, tenho o maior problema com vermelho. Sei que é uma cor que fica super bem em mim, mas tenho que estar em um mood super específico para conseguir usar. Depende até do tempo! Se está muito calor, por exemplo, não uso vermelho de jeito nenhum, mesmo se for uma regata fresquinha… Enfim, é engraçado. Às vezes, a gente faz isso e nem percebe.

E foi o que aconteceu com esse meu look de hoje:

Eu estava levemente preguiçosa (mood: conforto), mas ao mesmo tempo de excelente humor (mood: cores suaves). Também acordei achando que meu corpo estava legal, porque andei emagrecendo um pouquinho (mood: pele à mostra). E cheguei nessa produção com microshort, flats e esse verdinho gostoso da blusa.

Ficou gostosinho, não?

Completei com acessórios pelos quais estou apaixonada no momento: meu colar de dentes, óculos de sol com armação dourada, pulseira de prego, sapatilhas com elástico

… e minha bolsa “nova”, quedizê, recém customizada:

E bora para um passeio.

Reparou que eu fiz um rabicó bem sussa no cabelo? Sei que é o penteado mais desencanado do mundo, mas acho que deixa um look casual super cool, ainda mais quando a blusa tem detalhes legais que o cabelo solto às vezes esconde.

A blusa é da Laís David / o short é da extinta Raia de Goeye / o colar de dentes é da Topshop Brasil / os brincos são da Topshop Londres / a pulseira de prego é da Espaço A / as sapatilhas foram um presente da Corso Como e da Ballasox / os óculos são da Burberry